Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/11/19 às 14h35 - Atualizado em 11/11/19 às 14h35

COMPARTILHAR

Crescimento econômico para um futuro inovador é a temática da XI Reunião do Brics, que ocorre em Brasília nos dias 13 e 14 deste mês (quarta e quinta-feira), no Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores.

 

Formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o Brics representa aproximadamente 42% da população, 23% do PIB, 30% do território e 18% do comércio mundial – números que demonstram a grandeza do bloco. Juntos, representantes desses países vêm a Brasília debater acordos e o fortalecimento de cooperações em ciência, tecnologia e economia digital.

 

Eles também alinharão formas de combater ilícitos transnacionais, principalmente o crime organizado, a lavagem de dinheiro e o tráfico de entorpecentes. Essas serão as prioridades durante a rodada de encontros e debates na capital, que recebe pela segunda vez a cúpula.

 

Brasil exerce a presidência de turno do grupo

Em 2019, o Brasil tem a missão de exercer a presidência de turno do grupo. Além desses eventos, ocorrem as cúpulas presidenciais, com a presença dos governantes à margem do G20, formação que reúne as maiores economias do mundo. Este ano, o evento do G20 ocorreu em Osaka, no Japão.

 

O Brics chega a organizar, ao longo de um ano, cerca de 100 reuniões e eventos técnicos em áreas diversas como cultura, educação e esporte. O Distrito Federal tem aproveitado essa agenda intensa para entrar na esteira de ações conjuntas do bloco.

 

Nesta semana, por exemplo, a Secretaria de Economia promoveu um seminário para buscar cooperação técnica com o Novo Banco de Desenvolvimento do Brics (New Development Bank (NDB). A instituição financeira está atrelada a ofertas de crédito acessíveis para projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável entre os países membros como alternativa ao Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

 

GDF de olho nas parcerias

A vinda de empresários, investidores e representações governamentais dos países membros também abriu os olhos do GDF para parcerias nas áreas de transporte sustentável e comércio. O governo tem buscado financiamento e alternativas de projetos para a privatização da Companhia Energética de Brasília (CEB) e do Metrô, bem como novas Parcerias Público-Privadas (PPPs).

 

Mantendo a política de integração entre as secretarias de governo, o GDF tem envolvido representantes das pastas nas rodadas de eventos do grupo. Em agosto, o Distrito Federal sediou o 1º Workshop Brics sobre Banco de Leite Humano.

 

A capital é o único lugar no mundo com 100% de cobertura de bancos de leite e postos de coleta nas unidades públicas e privadas de saúde com UTI neonatal. Por esse motivo, foi escolhida para receber o evento.

 

Esplanada dos Ministérios e vias adjacentes ficarão fechadas por 48 horas

Devido ao encontro, a Esplanada dos Ministérios (vias S1 e N1) e vias adjacentes (S2 e N2) ficarão fechadas por 48 horas, entre zero hora de quarta-feira (13) e 24h de quinta-feira (14).

 

A via S1 será interditada na altura da Catedral e os veículos serão desviados para a via L2 Sul. Na via N1, a interdição será da altura da via L4, próximo ao Corpo de Bombeiros, até a via L2 Norte (buraco do Tatuí).

 

O tráfego de veículos também não será permitido na S2, desde a altura da L2 Sul (rotatória aos fundos da Catedral) até altura da L4 Sul, ao lado da Procuradoria-Geral da República. Na via N2, o fluxo será interrompido desde a rotatória do buraco do Tatuí, na L2 Norte até altura da L4 Norte.

 

O Detran-DF sugere aos condutores que evitem transitar nas proximidades da Esplanada dos Ministérios nos dias 13 e 14 e utilizem como rotas alternativas as vias S3 (na Asa Sul), N4 (na Asa Norte) e o Eixo Rodoviário (Eixão).

 

Além disso, haverá interdições no Setor de Clubes Esportivos Sul, nas proximidades do Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). As vias que dão acesso ao CICB serão fechadas durante toda a quarta-feira (13), entre 0h e 20h.

 

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal atuará com 34 agentes em 17 viaturas e dois guinchos, implantando dois Pontos de Controle de Trânsito (PCTrans) nas vias N2 e S2 e quatro nas proximidades do CICB.

 

Além disso, para resguardar a segurança de todos os participantes do evento, o governador do DF, Ibaneis Rocha, decidiu decretar ponto facultativo nos dias 13 (neste caso, a partir das 12h) e 14 de novembro.

 

 

 

 

* Fonte: Agência Brasília/ Foto: Luis Tajes/Setur