Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/12/19 às 16h38 - Atualizado em 19/12/19 às 11h37

Junta Comercial 100% Digital é lançada

COMPARTILHAR

Daqui a algum tempo, ninguém lembrará mais das longas filas na Junta Comercial, Industrial e Serviços do Distrito Federal (Jucis-DF). Isso faz parte do passado. Nesta quarta-feira (18) foram lançados os serviços 100% digitais da autarquia. A partir de agora, empresários e contadores poderão resolver todos os processos que envolvem abertura, alteração, regularização ou extinção de negócios exclusivamente pela internet.

 

Mas não acabou o atendimento presencial. Porém, ele passa a ser feito só por agendamento pelo site da Jucis-DF. E também está disponível um chat on-line e uma página com mais de 200 Perguntas e Respostas para facilitar ao máximo a vida do empresariado local.

 

O processo de digitalização era uma reivindicação antiga dos empresários brasilienses e foi um dos compromissos firmados entre o governador Ibaneis Rocha e o presidente da Jucis-DF, Walid Sariedine, em julho deste ano quando o governo federal passou a gestão do órgão para o GDF.

 

“A partir de hoje, a Junta Comercial não recebe mais documentos em papel nem será mais lembrada pelas longas e demoradas filas”, ressaltou o presidente da Jucis-DF

 

 

Momento histórico

Este momento histórico, até então a Junta Comercial do DF era a única a não ser totalmente digitalizada, foi comemorado com solenidade na manhã de hoje. Participaram do evento, autoridades, empresários e presidentes de entidades representativas.

 

“A partir de hoje, a Junta Comercial não recebe mais documentos em papel nem será mais lembrada pelas longas e demoradas filas”, ressaltou o presidente da Jucis-DF.

 

No discurso, Sariedine também anunciou a assinatura de convênio com o Sebrae Nacional para desenvolver projeto-piloto para a criação de novas tecnologias de integração da Redesim. “Faremos isso sediando um polo tecnológico do projeto e garantindo mais de 50 empregos diretos no DF.”

 

O presidente da Jucis-DF também anunciou a assinatura de convênio com o Banco de Brasília (BRB) para instalar uma agência do banco no prédio da Junta Comercial.

 

Autoridades e empresários descerraram a placa de inauguração da Junta Comercial

 

 

Descerramento da placa e homenagens

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ruy Coutinho, tanto a transferência da Junta Comercial para o DF quanto sua modernização eram aguardadas há décadas pelo empresariado local.

 

“Temos a decisão de fazer o melhor com a urgência e pragmatismo requeridos para tornar o governo no mais moderno e mais eficiente”, disse. “O desenvolvimento é uma obra de todos, e não apenas do governo. A Junta nasce para ser aliada, parceira e amiga do empresariado”, reforçou Coutinho.

 

O vice-governador Paco Britto afirmou que “dar apoio e criar condições para que o empresariado do DF se desenvolva com segurança jurídica e sem burocracia sempre será uma prioridade para o governo Ibaneis”. Além disso, reforçou que a Junta Comercial, como autarquia do GDF, continuará aprimorando seus serviços para que seja referência para o Brasil.

 

Paco lembrou que a escolha do presidente e vice da autarquia foi com o consenso do setor produtivo e, chancelado pela Câmara Legislativa, mostrando a harmonia entre os Poderes.

 

No evento, foi entregue o Mérito Junta Comercial para empresários, autoridades e representantes de entidades representativas que ajudam constantemente no fomento da economia do DF.

 

E, para finalizar, foi descerrada a tão aguardada placa de inauguração da Junta Comercial, Industrial e Serviços do DF pelo vice-governador Paco Britto.

 

 

* Fotos: Fabiano Neves/Secretaria de Economia do DF