Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/05/20 às 4h11 - Atualizado em 23/05/20 às 4h11

Novas adesões ao Emprega DF prometem gerar mais 17 mil empregos

COMPARTILHAR

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ruy Coutinho, assinou contrato de adesão de três empresas ao Programa Emprega DF que prevê a geração de 17 mil empregos diretos e indiretos em quatro anos em troca do descontos no pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no mesmo período.

 

A nova adesão ao programa foi formalizada pelo grupo Fujioka Eletrônicos. A empresa ganhou desconto de 67% no ICMS nas operações de atacado e 83% no ICMS no comércio eletrônico. A companhia se comprometeu a gerar 1.964 empregos diretos, além de outros 5,8 mil indiretos até 2023. A empresa também projeta arrecadar R$ 56,8 milhões em tributos cobrados pelo GDF e investir R$ 153 milhões em quatro anos.

 

As empresas Ball Beverage e Autotrac também aderiram ao Emprega DF. Os dois grupos empresariais já eram beneficiários do Programa de Financiamento Industrial para o Desenvolvimento Econômico Sustentável (Ideas) e migraram para o novo benefício com as mesmas exigências de geração de emprego. Juntas, vão gerar 9.400 empregos diretos e indiretos – 1.108 pela Ball Beverage e outros 8.292 pela Autotrac.

 

“O programa Emprega DF é uma importante ferramenta do Governo do Distrito Federal para recuperar a economia neste momento de crise gerada pela Covid-19”, afirmou o Assessor Especial da secretaria, Júlio Breves.

 

Desde que foi criado, em maio do ano passado, o programa já teve a adesão de outras quatro empresas: Supermercados Comper, a SKS Indústria de ferragens para a construção civil e os grupos Mafra e Novo Mundo. As companhias se comprometeram a gerar 2,4 mil empregos diretos e indiretos até 2022. O programa é operado em parceria com a Secretaria de Economia.

 

* Fonte: Agência Brasília