Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/10/20 às 11h52 - Atualizado em 6/10/20 às 12h13

Reconhecimento para a promoção do turismo no DF

COMPARTILHAR

O “Prêmio Brasília: O Novo Olhar do Turismo” está com inscrições abertas até o dia 18 de novembro em 12 categorias: Personalidade do Ano; Mulheres empreendedoras; Academia; Dirigentes e Parlamentares; Gestores e Técnicos; Empreendedores de Médio e Grande Porte; Micro e Pequenos Empreendedores; Instituições da Sociedade Civil Organizada, com ou sem fins lucrativos; Representantes de Grupos ou Coletivos; Guia de Turismo; Profissionais de Imprensa; e Profissionais de Mídias Sociais.

 

Podem concorrer as iniciativas que contribuíram, comprovadamente, de forma significativa para o turismo do Distrito Federal, e que tenham sido implementadas por entes públicos, privados e/ou do terceiro setor nos últimos 24 meses, a contar da data de publicação do edital.

 

Além de se enquadrarem em uma das 11 categorias previstas no regulamento: Agências de Turismo, Agências de Receptivo, Equipamentos de Entretenimento Natural e/ou Cultural, Meios de Hospedagem, Experiências Autênticas – Turismo criativo e Turismo de base Comunitária, Produção Associada ao Turismo, Tecnologia no Turismo, Experiências Acessíveis, Expressões e Manifestações Culturais, Captação de Evento Nacional e Internacional, e Experiências reformuladas pós-pandemia.

 

A comissão julgadora dos candidatos habilitados será formada por representantes da Secretaria de Turismo, da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) e do Ministério do Turismo e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF). O evento de entrega dos troféus e do selo da premiação aos vencedores será no dia 16 de dezembro.

 

Para a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, a premiação tem uma importância fundamental no reconhecimento de iniciativas transformadoras do segmento, que emprega 1 em cada 5 trabalhadores do mundo. “A cadeia econômica do turismo é ampla e tem um forte componente de inclusão social e de sustentabilidade. Queremos mostrar a força do setor em se transformar, oferecer alternativas, inovar, ao mesmo tempo em que movimenta as engrenagens da economia”, afirma.

 

Para a escolha dos vencedores, serão analisados critérios que vão desde a eficiência das ações implementadas à capacidade de aplicação das iniciativas em outros locais, passando pelos fatores de inovação, sustentabilidade e abrangência territorial.

 

 

* Fonte: Agência Brasília